admin

admin

A taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Dourados continua alta. Conforme divulgado, na tarde desta terça-feira (01) pela prefeitura de Dourados, 89% dos leitos de UTI Covid-19 estão ocupados. 

São 19 leitos de UTI SUS (Sistema Único de Saúde) exclusivos para atendimento de casos do coronavírus em Dourados e destes, conforme o levantamento, 16 estão ocupados. 

A prefeitura detalhou que 11 leitos estão atendendo casos confirmados da doença, dois estão atendendo casos suspeitos e três estão atendendo casos pós covid-19.

Dos leitos de UTI em geral ofertados pelo SUS, 85% estão ocupados. Ainda conforme a prefeitura, 30 leitos de UTI atendem casos que não são referentes a coronavírus atualmente. 

O Dourados News mostrou que no domingo (29) a prefeitura informou que todos os leitos de UTI voltados para atendimento do Covid-19 estavam lotados. 

Em dias anteriores, a realidade da ocupação geral de leitos em Dourados já era preocupante, o que perdurou no início desta semana. Veja a taxa de ocupação em alguns dias: 

24/11– 48 leitos ocupados (14 Covid) – taxa global de 77%.
25/11 – 49 leitos ocupados (15 Covid) – taxa global de 83%.
26/11 – 51 leitos ocupados (16 Covid) – taxa global de 85%.
27/11 – 53 leitos ocupados (18 Covid) – taxa global de 96%.
28/11– 50 leitos ocupados (19 Covid) -  taxa global de 91%.
29/11 – 48 leitos ocupados (18 Covid) – taxa global de 89%.
30/11 - 49 leitos ocupados (17 Covid) - taxa global de 91%.

Adolescente de 17 anos, que torturou e tentou matar sua filha de apenas dois meses, foi apreendido devido a uma ordem judicial de internação provisória expedida pela Justiça.

Por não suportar o choro da filha, ele passou a estrangular a criança até que ela desmaiasse, de acordo com as investigações da Delegacia de Polícia de Nova Alvorada do Sul e DEPCA (Delegacia Especializada na Proteção da Criança e do Adolescente), publicou o site Alvorada Informa.

O pai até então estava escondido com medo de algum tipo de retaliação. Na última quarta-feira (25), a bebê teve que ser encaminhada ao CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Campo Grande. A criança deu entrada com lesões na testa, nuca e um traumatismo craniano grave. Também apresentava trauma antigo na cabeça e rompimento do fígado. Entubada, a bebê segue sob os cuidados da equipe de pediatria.

A mãe também é investigada pelas agressões. No atendimento, os médicos desconfiaram da versão apresentada e encaminharam o fato à polícia. O adolescente responderá por atos infracionais análogos aos crimes de tentativa de homicídio e tortura.

De acordo com informações, o casal morava em Três Lagoas e estava há pouco tempo em Nova Alvorada do Sul. A irmã do adolescente teria sido a primeira a identificar as agressões na criança e ameaçado acionar a polícia caso os pais não procurassem atendimento médico.

A criança foi levada primeiramente ao hospital de Nova Alvorada do Sul, já bastante debilitada. Após o primeiro atendimento médico, o Conselho Tutelar foi acionado e informou o caso à polícia.

As agressões são investigadas pela Delegacia de Polícia Civil de Nova Alvorada. A Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) presta apoio. Não há confirmação de prisões até o momento.

Empenhado na convocação dos remanescentes da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) o deputado estadual Barbosinha (DEM-MS), após reunião com o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, conseguiu garantir a prorrogação do prazo de validade do concurso até 2022.

 O novo prazo foi confirmado após reunião na tarde desta terça-feira (1°) na Governadoria.

 O parlamentar disse que isso significa que mais de 400 aprovados poderão ser chamados para ingressar na carreira até março ou abril de 2022. “É uma conquista muito importante que reforça essa luta. Temos dialogado com o Governo do Estado já há algum tempo para que todos os aprovados possam, enfim, ser chamados, façam o curso de formação e ingressem na carreira de agente penitenciário. Sabemos da necessidade do Estado em ter mais agentes no nosso sistema prisional. A segurança pública ganha com isso”, enfatizou Barbosinha.

 A princípio o concurso teria validade até março do ano que vem (2021) e o Governo do Estado ainda cogita a possibilidade de realizar novo curso de formação para os agentes aprovados até 2022.

 Participaram da reunião o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, os deputados estaduais Zé Teixeira (DEM) e Coronel David (sem partido), além de representantes dos remanescentes da Agepen.

 Lutando junto com a categoria

 Este ano Barbosinha já havia apresentado indicação ao Governo do Estado com o mesmo pedido. Em agosto o parlamentar encaminhou a solicitação ao governador Reinaldo Azambuja reforçando que os efeitos da pandemia do coronavírus teriam trazido inúmeros prejuízos aos processos de concursos públicos, entretanto, os prazos de validade não são suspensos automaticamente.

 Na ocasião o deputado lembrou que “com a aprovação do PLC 0039/2020 o Estado ficará impedido de contratar novos servidores e realizar concursos públicos até 31 de dezembro de 2021, com exceção dos concursos que já estão em andamento, motivo pelo qual é imperiosa a suspensão ou prorrogação desse certame”, enfatizou ao justificar a solicitação.

 Essa não é a primeira intervenção do deputado Barbosinha em favor dos aprovados. Em julho o deputado comemorou a convocação de 253 novos agentes penitenciários, solicitada ao Governo em reuniões com o secretário Eduardo Riedel e representantes da categoria. “É de cunho público e notório que o efetivo da Agepen é deficitário, longe do ideal necessário para a garantia da ordem e da segurança pública e esse novo prazo contempla, além de um pedido da categoria, uma solicitação nossa ao Governo do Estado”.

Uma quadrilha tomou as ruas de Cametá, no interior do Pará, a 235 km de Belém, no começo da madrugada desta quarta-feira (2), para assaltar um banco. Moradores relataram em redes sociais uma noite de terror. Uma pessoa morreu, segundo o prefeito Waldoli Valente (PSC).

A ação tem as mesmas características da registrada em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, na madrugada de terça (1º), em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência bancária.

Assim como ocorreu em Criciúma, a quadrilha que atacou Cametá também usou reféns como escudos para se locomover pelas ruas da cidade. As pessoas foram capturadas em bares. Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. O grupo usou armas de alto calibre e explosivos.

A quadrilha fugiu de carro e em barcos. A cidade fica às margens do Rio Tocantins.

O Reino Unido aprovou a vacina contra a Covid das farmacêuticas Pfizer e Biontech, e o governo informou que a campanha de vacinação começa na semana que vem. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde britânico, Matt Hancock.

“No início da próxima semana, começaremos um programa de vacinação de pessoas contra Covid-19 aqui neste país”, disse ele à Sky News. Ele considera a notícia “fantástica”.

 

 

Imunização no Brasil

Testes de vacina contra a Covid — Foto: Jornal Nacional

Testes de vacina contra a Covid — Foto: Jornal Nacional

vacinação contra a Covid-19 no Brasil deve começar com idosos a partir dos 75 anos, profissionais da saúde e indígenas. O Ministério da Saúde divulgou os primeiros pontos da estratégia ‘preliminar’ para a imunização da população. De acordo com a pasta, o plano será dividido em quatro etapas, e a expectativa é imunizar 109,5 milhões de pessoas

Veja os principais pontos da estratégia preliminar.

Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (1) os primeiros pontos da estratégia "preliminar" para a vacinação da população contra a Covid-19. De acordo com a pasta, o plano será dividido em quatro etapas.

Veja abaixo os principais pontos da estratégia preliminar:

 

  • Primeira fase: trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena
  • Segunda fase: pessoas de 60 a 74 anos.
  • Terceira fase: pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares).
  • Quarta fase: professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

 

Os pontos foram apresentados após reunião da Câmara Técnica responsável pela elaboração do plano de vacinação. Apesar da divulgação preliminar, o governo afirma que o plano de imunização só ficará pronto quando houver vacina registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“É importante destacar que o plano que está sendo discutido ainda é preliminar e sua validação final vai depender da disponibilidade, licenciamento dos imunizantes e situação epidemiológica de cada região”, disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros.

 

 

Os pequenos produtores rurais da agricultura familiar de Fátima do Sul comemoram mais uma importante conquista. É que uma emenda parlamentar da deputada federal Rose Modesto garantiu o aporte de R$ 320 mil para aquisição de implementos agrícolas, recursos a serem liberados durante o ano de 2021.

O anúncio da emenda é a primeira vitória dos vereadores eleitos Laurindo Barba e Fabinho, que representam o distrito de Culturama, tendo como articulador político André Medeiros, de Jateí, que foi o elo de ligação com a deputada. Os futuros vereadores obtiveram junto 903 votos, a maioria absoluta de eleitores de Culturama e região.

André Medeiros aproveita para fazer um agradecimento público à deputada Rose por mais esta ação de apoio ás lideranças regionais, citando o fato de Fabinho e Barba estarem iniciando seus mandatos com um verdadeiro presente para os pequenos produtores rurais de Fátima do Sul, "reforçando a tese de que quem quer fazer faz".

Foi preso na manhã desta terça-feira (1º) em Selvíria a 399 quilômetros de Campo Grande, um homem de 43 anos suspeito de estuprar as duas filhas de 11 e 14 anos. A mãe das meninas também foi presa por saber e nunca ter denunciado o marido.

A família morava em um assentamento e a polícia já vinha investigando o crime de maus-tratos que o homem praticava contra seu filho de 17 anos. Em escuta especializada, a adolescente de 14 anos contou à polícia que era estuprada desde os 11 anos pelo pai.

Foi feito pedido exames de corpo de delito na adolescente, que acabou confirmando os abusos. A polícia ainda descobriu que a outra menina, de 11 anos, também tinha sido vítima de abusos sexuais praticados pelo pai. A mãe das crianças sabia dos crimes praticados pelo marido e nunca denunciou ou pediu ajuda ou ainda tentou impedir que os crimes acontecessem.

, então, representou pela prisão preventiva do pai por estupro de  e maus-tratos; assim como da mãe, pelos mesmos crimes, pois tinha obrigação legal de defender os filhos e, ao se omitir, permitiu a prática reiterada dos delitos.

 

Eleita neste domingo (29) no segundo turno, a jornalista Suéllen Rosim (Patriota) é a primeira prefeita de Bauru, cidade paulista com mais de 330 mil habitantes e localizada a 331 quilômetros de São Paulo . Além de ser a primeira mulher eleita para comandar a cidade aos 32 anos, a jornalista é natural de Mato Grosso do Sul.

Nascida em Dourados, Suéllen se mudou para o estado de São Paulo quando criança. Segundo publicações a respeito da trajetória da jornalista, ela vive há 20 anos no Estado paulista.

Na disputa do segundo turno em Bauru, Suéllen derrotou o médico Dr. Raul (DEM). A sul-mato-grossense obteve 55,98% dos votos válidos neste domingo.

Formada em comunicação pelo Centro Universitário Toledo, a prefeita eleita foi repórter e produtora da TV TEM, afiliada da Rede Globo em Bauru. Em 2018, após deixar a empresa, Suéllen ingressou na carreira política e se candidatou a deputada estadual pelo Patriota, conquistando pouco mais de 30 mil votos. Ela ficou com a primeira suplência da sigla na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Com postura considerada conservadora, Suéllen é evangélica, palestrante e faz trabalhos com publicidade, além de ser cantora gospel. Ela tem uma dupla com a irmã, Taynara. É também coordenadora do seu partido em 25 municípios da região e presidente estadual do Patriota Mulher SP.

Ataques racistas

Nesta segunda-feira (30), um dia após a vitória, veio à tona que a prefeita eleita sofreu ataques racistas nas redes sociais às vésperas do confronto nas urnas. As mensagens foram divulgadas em um grupo de WhatsApp e chegaram ao conhecimento dela, que registrou um boletim de ocorrência após o segundo turno neste domingo, de acordo com o G1 SP.

Em um dos trechos da mensagem postada no grupo, o agressor diz “não podemos eleger aquela mulher com cara de favelada para ser nossa prefeita. Essa gentinha irá afundar Bauru”. Em outra mensagem, ele diz: “não tenho nada contra, mas essa gente de pele escura, com cara de marginal administrado essa cidade, será o fim”.

Nas redes sociais, a prefeita eleita se manifestou a respeito dos ataques. Confira abaixo:

Primeira mulher eleita prefeita de Bauru, é jornalista nascida em Mato Grosso do Sul

Balanço com base em dados do coronavírus (Covid-19) em Dourados mostram que a doença continua avançando na cidade. 

Durante o mês de novembro foram 1.390 casos novos registrados no município, além de alta na média móvel e na quantidade de pacientes internados. 

Nos últimos 30 dias transpassados, 12 douradenses perderam a vida após serem diagnosticados com a Covid, sendo o óbito recente registrado no boletim municipal desta segunda-feira (30), como divulgado pelo Dourados News no início da tarde

Outro dado importante, construído com base nos arquivos de boletins diários sobre a doença, se refere a quantidade de moradores de Dourados internados em hospitais públicos e particulares. 

Unidades hospitalares passaram de 25 pessoas internadas no dia 30 de outubro para 53 pacientes atualmente. Há exatamente um mês, haviam 14 pacientes em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Hoje o número de pacientes de Dourados em estado grave diagnosticado com a Covid é de 26.

MÉDIA MÓVEL

Da primeira para quarta semana de novembro a alta na média diária de novos casos de coronavírus em Dourados foi de 81%. Entre os dias 3 e 9 deste mês a média móvel chegou em 32,7. Já na quarta semana de novembro, entre os dias 24 e 30, esta taxa atingiu 59,4.

A média móvel atual de 59,4 é a mais expressiva em Dourados desde início de setembro, quando a taxa em 67,8, como é possível observar através do gráfico: 

Gráfico: Wender Carbonari/Dourados News

Quantidade de testagens positivas e descartadas no decorrer da última semana transpassada: 

24/11 – 39 testes positivos/198 testes descartados

25/11 – 73 testes positivos/159 testes descartados

26/11 – 37 testes positivos/58 testes descartados

27/11 – 26 testes positivos/92 testes descartados

28/11 – 118 testes positivos/251 testes descartados

29/11 – 83 testes positivos/321 testes descartados

30/11 – 40 testes positivos/204 testes descartados

Total de 416 testes positivos e 1.283 testes descartados durante a semana após resultados emitidos pelo Lacen/MS (Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul). 

A média móvel é uma das ferramentas indicadas por epidemiologistas para monitorar o comportamento de doenças transmissíveis, como no caso do coronavírus. Ela ajuda a compactar as confirmações que podem variar dependendo do dia da semana ou do fluxo do sistema de coleta e análises das amostras para testagens.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) decidiu nesta segunda-feira (30) reativar o sistema de bandeiras tarifárias já no mês de dezembro, quando passará a valer a bandeira vermelha patamar 2.

A bandeira escolhida, que corresponde à maior tarifa extra praticada pelo órgão regulador, eleva o custo da conta de luz em R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. 

Com a determinação, os lares que utilizam, em média, 200 kWh de energia por mês terão que desembolsar cerca de R$ 12,50 a mais para quitar a conta de luz de dezembro, se mantiverem o mesmo consumo habitual.

O mecanismo estava inativo desde maio, quando a Aneel decidiu manter a bandeira verde, sem custos adicionais, até 31 de dezembro devido à pandemia do novo coronavírus. A queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia, no entanto, levaram à revisão desta segunda-feira.

Na semana passada, o ONS (Operador Nacional do Sistema) apontou que a carga de energia do Brasil deverá aumentar 4,4% em dezembro e projetou chuvas nas regiões das hidrelétricas abaixo da média histórica para o mês.

Em nota, o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, recomenda que os consumidores "busquem evitar o desperdício de água e energia" com a reativação das bandeiras tarifárias.

sistema de bandeiras tarifárias da conta de luz varia de acordo com os custos de geração da energia no Brasil. As sinalizações vão de verde, sem custo adicional, a vermelha patamar 2, com cobrança extra de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Há ainda a bandeira vermelha patamar 1, com cobrança adicional de R$ 4 a cada 100 quilowatts-hora, e a amarela, que eleva o valor da conta de luz das famílias em R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora.

O mês de maio marcou o aumento no valor da conta de luz. Isso porque entrou em vigor a bandeira tarifária de cor amarela.  Com isso, as tarifas de energia terão um custo adicional de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora consumido. Pensando nisso, o especialista Sérgio Levin, engenheiro eletricista do Ibape/SP, orienta o melhor uso de eletrodomésticos como geladeira, chuveiro, máquina de lavar, televisão e ar-condicionado, buscando reduzir o gasto na conta de luz em até 70%.

Página 1 de 3